RT Fresco - шаблон joomla Книги

Projeto Doutores de Esperança realiza 6ª formatura e é destaque na mídia

Volta Redonda, RJ [ASN] O que você faria se encontrasse um palhaço médico dentro do hospital? Que tal uma trupe de palhaços que alegra o ambiente hospitalar de pacientes e crianças? Os Doutores de Esperança levam diversão e alegria a crianças e pacientes de hospitais em cidades da região sul do Rio de Janeiro, como Volta Redonda, Pinheiral e Barra Mansa.

A formatura da 6ª turma do projeto aconteceu no último dia 29, na Igreja Adventista do Sétimo Dia de Volta Redonda e contou com a presença de 300 amigos, dos quais 100 eram formandos; e sua grande maioria, conheceu pela primeira vez a Igreja Adventista local.

image

Durante a cerimônia Yan Victor de Castro Dias, tem 12 anos e é mais conhecido como Dr. Pirulito; ele foi o orador que encheu de orgulho seus colegas de ‘profissão’ e de lágrimas os olhos atentos dos convidados. Ele também foi um dos formandos da turma 6. Sua mãe Elisangela de Castro Neto conta que o filho sempre quis participar. Ela que teve problema com depressão em 2015, encontrou no projeto motivos para sorrir e fazer outros felizes, mesmo no leito de dor. “Yan me pediu para participar. Ele está ansioso para receber a autorização e poder visitar também os hospitais comigo, Dra. Mica Nanica”, enfatiza.

A mascote que também chamou a atenção com sua melodiosa voz foi Victória Cordeiro Vellasco da Silva, de apenas 5 anos. Ela solou a música ‘Somos o amor’. Tanto Victória quanto Dr. Pirulito acompanham seus pais nas visitas aos asilos, creches e nas ações sociais do Projeto. No final deste ano será lançado o Doutores Kids, um projeto para treinar crianças a acompanharem seus pais.

Adalberto Marcelino formou-se neste sábado em clown e está encantado com o projeto. Ele conheceu através da Liliane, que segundo ele descreve carinhosamente é ‘uma mãe guerreira’; ela conheceu os Doutores de Esperança pelo Facebook. “Comentei com a Liliane que gostaria de ser voluntário para ajudar pessoas em hospitais e ela me indicou o projeto”, relatou. Adalberto pertence a outra denominação e quer conhecer mais da Bíblia, por isso vai iniciar estudos bíblicos nesta semana. Ele destacou a organização do programa de formatura: “foi uma programação abençoada e única, agradeço a todos que organizaram e nos deram a oportunidade de aprender com suas experiências”, e finalizou com a letra da música cantada pelo coral “saberão quem nós somos pelo amor”.

O Coral que apresentou a música tema do projeto teve participação exclusiva dos formandos da turma 6. Para Carlos Anderson Pereira, fundador do projeto, mais conhecido por Dr. Gentileza, foi um desafio muito grande. “Nunca imaginei que o projeto tomasse esta proporção. Vemos a mão de Deus atuando em cada detalhe. Estamos aprendendo a fazer o projeto, uma vez que ele não existia. Tem sido muito bom ver pessoas conhecerem a Igreja Adventista na prática. Louvo a Deus e agradeço o apoio de cada participante”, descreve Dr. Gentileza.

Notícia publicada em: http://noticias.adventistas.org